Reflexões para a busca do equilíbrio entre vida pessoal e vida profissional

12/12/2018 by 0
vidapessoal-vidaprofissional-psicologiaumuarama-beempsicologia.gif

Costumo escutar com certa frequência em minha prática profissional, comentários como: “Não consigo ter tempo para minha vida pessoal.” e “Não consigo equilibrar minha vida pessoal e profissional.” Realmente, muitas vezes em nossas vidas passamos mais tempo trabalhando do que com nossa família ou realizando atividades pessoais.

Mas afinal, é possível manter um equilíbrio saudável entre vida pessoal e profissional? Pensando nessas preocupações, elaborei 05 dicas e caminhos para a busca deste tão esperado equilíbrio:

  • A primeira questão a refletir é se você tem um propósito em seu trabalho, algo que justifique o motivo para fazer o que você faz todos os dias, além de ganhar dinheiro. Encontrar um significado, um por que, analisar o que seu trabalho te traz que te realiza como pessoa. Seu trabalho significa para você mera sobrevivência ou uma forma de marcar sua presença no mundo? Você dá sentido ao seu trabalho? Essas duas questões nos levam a elaborar um conceito positivo sobre nossa atividade laboral, que nos motiva a fazer o que precisa ser feito no dia a dia de maneira mais prazerosa. Independente do tipo de trabalho que a pessoa exerça, quando há um propósito, a rotina fica mais leve, com mais significado.
  • Eleger prioridades para o que busca para sua vida é uma maneira de estabelecer limites entre trabalho e vida pessoal. Se você tem prioridades bem definidas, fica mais fácil escolher entre o que você precisa fazer hoje e o que dá para deixar para amanhã.
  • Avaliar se o que você está vivenciando, seja na vida pessoal ou profissional, é algo temporário ou se já se tornou algo crônico. Exemplo: se você trabalha na área de vendas, sabe que todo início de mês a tendência é que seu trabalho te exija um pouco mais de dedicação do que no final do mês. Importante neste caso é manter sua família e amigos informados sobre os períodos de pico de trabalho, quando você precisará estar mais focado. O oposto também pode acontecer, você pode estar passando por um período de maiores demandas familiares, como por exemplo, o nascimento de um bebê. Ter consciência do que é pontual e temporário e do que se tornou rotina e pode estar te gerando mal-estar é importante para uma tomada de decisão.
  • Refletir se você está levando sua vida no modo “automático”. Prestar atenção se a rotina do dia a dia se tornou monotonia. Priorizar seu tempo para aprender coisas novas e desafiar-se seja na esfera pessoal ou profissional, nos fornecem experiências enriquecedoras para a vida.
  • Perceber que é impossível fazer apenas o que gostamos na vida: para chegarmos onde queremos pessoalmente e profissionalmente, precisamos percorrer um caminho que não é marcado apenas por coisas prazerosas.

Referência:

CORTELLA, M.S. “Por que fazemos o que fazemos?: Aflições vitais sobre trabalho, carreira e realização. 1.ed. São Paulo: Planeta, 2016.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


"Durante minha trajetória profissional pude sensibilizar e impactar positivamente a vida de algumas pessoas e também a cultura das organizações que estive inserida."

Adriana Rodrigues Fernandes Vaz
Psicóloga CRP 08/09910

Desenvolvido por: CaldoCriativo.com.br - marketingmais.com.br